Dieta que fez Deborah Secco emagrecer 11 kg em 40 dias

Quem é que não quer perder 11 kg em 40 dias? Pois é, com uma reeducação alimentar conciliada com a realização de atividades físicas, Deborah Secco deixou os 61 quilos com os quais começou o ano para se adequar à nova silhueta: 1,64 de altura, 50 quilos.

Para isso, ela teve que se dedicar a uma dieta de caráter detox, ou seja, desintoxicante. Tirou do cardápio todos os alimentos que a deixavam inchada e, em apenas 40 dias, mudou totalmente sua postura frente ao espelho, às câmeras e, também, ao próprio manequim.

Quer seguir a dieta da atriz? Então confira aqui como foi a reeducação alimentar de Deborah Secco! Cada uma das refeições diárias é composta de diversas opções, para que você não enjoe de nada e, ainda, possa variar.

Dieta que fez Deborah Secco emagrecer 11 kg em 40 dias

Veja também: 30 dias de sucos emagrecedores – um suco emagrecedor para cada dia

café da manhã

No café da manhã, recomenda-se uma fatia de pão totalmente sem glúten com azeite e duas fatias de queijo minas com baixa lactose ou, então, uma colher de ricota. Um copo de chá verde, vermelho ou branco entra na dieta para aumentar o metabolismo.

Uma pera de sobremesa.

A segunda opção é meio mamão papaia com uma colher de farinha de linhaça, uma tapioca com uma geleia light e o chá. Já a terceira, é um copo de leite desnatado com uma colher de albumina sem sabor e com morangos congelados.

No lanche da manhã, as opções também variam: uma fatia de tamanho médio de melancia, um punhado de castanhas-do-pará, uma pera, oito morangos ou, ainda, duas barrinhas de sementes, de linhaça ou gergelim.

Almoço

Já no almoço, refeição mais importante do dia, os cuidados são redobrados. A primeira opção inclui três colheres de sopa de arroz integral com uma concha de caldo de feijão. Abobrinha e chuchu entram com tudo para compor a concha de carne moída. Além disso, um prato com brócolis, pepino e palmitos cozidos são adequados com uma colher de azeite.

A segunda opção deve ser comida só uma vez na semana, incluindo duas batatas médias assadas, um filé de peixe grelhado e um prato de folhas com brócolis e pepino cozido com uma colher de azeite. A terceira e última inclui três colheres de arroz integral com cenoura ralada, mais um filé de peito de frango grelhado e brócolis cozido.

Lanche da tarde

No lanche da tarde, o ideal é consumir um copo de chá (verde, vermelho ou branco) com meio sanduíche de pão sem glúten com mostarda, um banquete de peru com três rodelas e uma pera, uma fatia média de melão ou cerca de oito morangos.

Janta

Já na janta, indica-se três colheres de sopa de arroz de brócolis, um filé de tamanho médio de peito de frango grelhado e um pratinho com os mesmos de sempre, sem esquecer da colher de azeite.

Outra opção seria uma berinjela média recheada com frango desfiado, três colheres de arroz integral com champignons e, ainda, couve mineira cozida.

A terceira opção só pode ser comida uma vez por semana, e inclui duas colheres de arroz integral com couve-flor cozida e picada, mais um concha de estrogonofe sem glúten e uma abobrinha cozinha com tomates picados.

Ceia

Para a ceia, a escolha deve ser feita entre morangos, pera, um punhado de castanhas-do-pará ou uma fatia média de melão. Não se esqueça que, para obter tais resultados surpreendentes, também será necessário pegar pesado nos exercícios e na malhação.